Com certeza você já deve ter ouvido falar, ou até mesmo visto muitos usuários na internet bombardeando posts com dezenas de hashtags. Por que eles fazem isso?

A hashtag é uma ferramenta que foi inicialmente popularizada no Twitter, e acabou se expandido para todas as outras redes sociais. Atualmente, é um recurso amplamente utilizado no Instagram. E é dessa plataforma que falaremos hoje.

Uma publicação é composta por vários elementos, como a imagem, texto, emojis, e as legendas, que é onde usamos e abusamos das hashtags. Cada item deve ser pensado estrategicamente para aumentar as chances de sucesso dos seus posts.

Pensando nesse contexto, a hashtag ocupa um lugar de destaque nessa composição, porque é a partir dela que outros usuários poderão interagir com seu conteúdo.

As hashtags são palavras ou frases acompanhadas do símbolo #, cerquilha, jogo da velha, ou sustenido (termo usado com mais frequência na música). Basicamente, elas funcionam como um mecanismo de busca.

Funciona assim: Quando algo é postado com determinada hashtag, por exemplo #lookdodia, seu post vai para um compilado de posts que também utilizaram a mesma frase. O instagram cria uma espécie de acervo, que os usuários acessam clicando nas hashtags, ou pesquisando diretamente pela barra de pesquisa.

E como podemos utilizar essa ferramenta para aumentar o engajamento do seu negócio nas plataformas virtuais?

Imagine se você pudesse ampliar o alcance dos seus posts para milhares de pessoas, de diferentes localidades e interesses? E é exatamente esse o poder das hashtags. O compilado de posts criado pelo Instagram a partir das hashtags, é como uma enorme e (quase) infinita vitrine na ponta dos dedos.

A utilização correta dessa ferramenta pode introduzir seu conteúdo para um audiência maior e por vezes, melhor direcionada. Mas como assim?

Adicionar a tag, ou as tags adequadas nos seus posts pode te ajudar a atrair novos seguidores, ter mais curtidas e consequentemente mais visibilidade para seu negócio.

Muitos perfis costumam usar as hashtags mais utilizadas no momento, como #instafood, #nofilter, ou algum assunto em pauta no momento, para tentar um alcance maior, e às vezes funciona. Mas esse também é um erro comum.

Dependendo do seu conteúdo, utilizar hashtags em alta pode até trazer alguns ganhos, mas não é a melhor maneira de aproveitar esse recurso. Pensa só: Você tem uma empresa no segmento de móveis e decoração, e utiliza constantemente a hashtag #instafood. Quando os usuários entram nessa “vitrine”, a maioria procura por publicações referentes a alimentação, e obviamente esse não é seu nincho. Assim, muitos usuários passarão por seu post mas sem interagir, já que não é o que eles procuram.

Direcionar o uso das hashtags é fundamental para que essa ferramenta funcione para você. Se você procura por tags populares que tem ligação com seu segmento é mais provável que alcance o público que deseja.

Você pode utilizar alguns critérios na hora da escolha, como: localização, seu segmento, o conteúdo do seu post, ou até mesmo criar uma hashtag exclusiva.

É possível sim criar uma tag própria. E é um ótimo mecanismo, diga-se de passagem. Assim, é possível reunir seus posts em uma hastag própria, além de criar uma associação do uso da frase com sua empresa.

Entretanto, não foque somente nas hashtags. Uma postagem, como dito anteriormente, é composta de muitos itens. E cada um deles deve ser executado de maneira que se destaque dos demais. Lembre-se, você estará em uma vitrine, e precisará chamar atenção se quiser quer as pessoas se interessem.

E quantas tags usar? Muita gente acredita que quanto mais usar, melhor. Mas não é bem assim. Primeiramente, é preciso atentar-se ao número máximo permitido pela plataforma que está utilizando. E além disso, o bombardeamento pode fazer com seu post perca o objetivo, e não alcance muitos perfis.

Dê um passeio pelas vitrines do Instagram e procure pelas tags mais populares para você. O direcionamento do conteúdo é a melhor maneira de atingir seu público alvo.