| Agência de Publicidade e Marketing 360º

Mini carrinho

Cansado de procurar imagens no Google pra suas postagens? A gente separou 5 bancos de imagens incríveis pra você!

1. Freepik 

Um dos mais famosos bancos de imagem gratuitas, possui uma imensa quantidade de recursos gráficos como fotos, ícones, arquivos PSD e vetores. Atenção com as atribuições necessárias para cada arquivo!

2. Pixabay

O Pixabay oferece diversas opções de resolução de imagens, e também disponibiliza vetores, ilustrações e vídeos gratuitos. Para um melhor resultado tente fazer a busca em inglês.

3. Pexels

Assim com o Pixabay, o Pexels permite que o usuário customize o tamanho do download. Além disso, o usuário pode seguir um autor, curtir e adicionar a sua coleção para baixar posteriormente.

4. Unsplash

A plataforma possui uma ampla variedade de fotos da natureza, como paisagens, e céu estrelado. Para um melhor resultado busque pelos termos em inglês. Também é possível adicionar as imagens na sua coleção para baixar posteriormente.

5. Freerange Stock

O site reúne uma enorme diversidade de imagens, e para baixar basta se cadastrar na plataforma.

Mesmo que os bancos de imagens sejam gratuitos, é sempre importante verificar as licenças de uso de cada arquivo antes de usá-lo. Sempre faça as atribuições necessárias para evitar dor de cabeça, e ajudar os produtores de conteúdo a continuarem produzindo!

Conta pra gente o que achou desse post! Qual banco de imagem você mais usa?

Você já fez aquele post maravilhoso e percebeu que quando postou a imagem ficou cortada? Calma. Seus problemas acabaram!

Quem nunca finalizou aquela arte linda e só depois notou que a imagem não ficava redimensionada corretamente em todas as redes sociais? Esse é um erro bastante comum pra quem está iniciando no mundo do Marketing Digital. Por isso, preparamos esse guia pra você ficar por dentro do tamanho certo para criar suas postagens!

Se liga no nosso guia:

FACEBOOK

DIMENSÕES PARA FACEBOOK COMERCIAL

INSTAGRAM

DIMENSÕES INSTAGRAM

DIMENSÕES IGTV WHATSAPP

E aí? Conta pra gente o que achou desse post!

 

Já pensou no que vai fazer naquele tempinho de folga? Que tal assistir um filme brasileiro?

Quem acompanha as notícias sobre o Oscar, já deve estar sabendo que no último dia 30, a Acadêmia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, entidade que organiza a premiação, divulgou a lista com os novos convidados para compor o júri. E dessa vez, em uma tentativa de aumentar a diversidade da banca, a lista conta com 819 votantes de 68 nacionalidades (G1), inclusive brasileiros!

E para comemorar o aumento do número de brasileiros no júri da premiação, preparamos essa lista (com todos os títulos disponíveis na Netflix) pra você poder aproveitar seu momento de folga, e conhecer mais sobre o cinema nacional!

1. O filme da minha vida (2017)

Com direção e atuação de Selton Mello, o filme se passa na década de 60 e acompanha a história de Tony, que após um tempo fora, retorna a sua cidade natal para trabalhar como professor. Em meio aos conflitos dos alunos, Tony precisa aprender a lidar com os seus próprios, encarando as  descobertas e experiências juvenis.

2. O som ao redor (2012)

Com a direção de Kleber Mendonça Filho, que dirigiu outros títulos de sucesso como Aquarius (2016) e Bacurau (2019), o filme conta a história de um grupo de moradores de um bairro classe média no Recife, que contratam os serviços de seguranças particulares para trazer paz aos moradores, mas acaba criando novos conflitos. Além do enredo principal, o filme tem um excelente desenho de som, que colabora muito para o desenvolvimento da história!

3. Cinema, Aspirinas e Urubus (2005)

Em meio ao sertão nordestino, dois homens de origem distintas, um alemão fugido da Segunda Guerra Mundial, e o outro homem de origem simples, nascido e criado no sertão, se encontram e desenvolvem um forte laço de amizade.

4. Branco sai, preto fica (2014)

Consagrado no Festival de Cinema de Brasília do ano de lançamento, o filme conta a história de um baile de black music em Brasília que marcará a vida de dois jovens pra sempre.

5. Temporada (2018)

Juliana se muda para a periferia de Contagem em Belo Horizonte para trabalhar no combate a dengue. Com a mudança, ela se redescobre, e faz novas amizades que mudam sua vida. Ao mesmo tempo, Juliana lida com problemas em seu relacionamento, e se vê em uma jornada para a independência.

E aí? Pronto(a) pra se emocionar com o cinema nacional? Conta pra gente o que achou da lista!

 

 

Se você trabalha com marketing digital, com certeza já ouviu falar muito de persona e público alvo. Mas qual a diferença entre esses dois conceitos?

Para que uma estratégia de marketing funcione, não basta apenas produtos de qualidade e orçamento para investir em publicidade. É necessário criar um relacionamento sólido com os clientes, conhecendo bem as pessoas que serão impactadas pela sua marca.

Para aumentar as chances de sucesso da sua campanha, é preciso analisar o seu potencial público através da comunicação direta, fazendo um levantamento detalhado sobre o perfil dos seus clientes.

E é aqui que entram os dois conceitos chaves para uma estratégia de sucesso. Persona e Público alvo. Como identificar cada um?

Público Alvo

Um conceito famoso no mundo do marketing, o público alvo, é a parcela da sociedade que se interessa pelo seu produto. Ou seja, os seus consumidores. Para definir o seu público alvo, primeiro é necessário estabelecer alguns parâmetros, como o perfil socioeconômico, demografia, e claro, a região que será impactada pela sua campanha.

Para isso, observe características como:

  • Gênero
  • Idade
  • Profissão
  • Perfil social
  • Poder aquisitivo
  • Formação
  • Região

Confira um exemplo:

 

Definindo seu público alvo, você pode direcionar sua comunicação, traçando uma estratégia de relação direta entre sua marca e o seu nicho. Assim, você descarta a produção de conteúdo genérica, evitando o investimento em esforços que não geram resultados.

Para obter melhores resultados, você pode separar o público alvo da sua empresa x o público alvo de determinado serviço. Sim, existe diferença! Segmentando o público alvo de determinado produto, é possível traçar uma estratégia duplamente direcionada.

Para estabelecer o público dos seus produtos, analise características como:

  • Seu produto é destinado a pessoas físicas ou jurídicas?
  • Qual região é impactada pelo seu produto?
  • Qual gênero do público que consome seu produto?
  • Qual renda?
  • Qual geração ou idade se interessa pelo seu produto?

Se você já tem um público fixo, será mais fácil identificar o perfil de pessoas que melhor se enquadram na sua estratégia. E caso você esteja começando um negócio, pode optar por consultar pesquisas de marketing, e dados sobre seu segmento fornecidos por órgãos públicos, como o IBGE. Ou contratar um profissional especializado para te auxiliar nesse processo.

Persona

Com o avanço da tecnologia, o conceito de público alvo acabou dando espaço para o surgimento de um novo conceito: persona, ou buyer persona. Que é um perfil semi fictício do cliente ideal da sua marca.

É um perfil mais detalhado, que vai além dos parâmetros de definição do público alvo. É um trabalho mais cirúrgico de pesquisa, buscando compreender a fundo as necessidades desse cliente, criando uma conexão sólida entre sua marca e o alvo, estabelecendo uma relação assertiva e empática.

Além das características que encontramos no público alvo, como perfil socioeconômico, e região, a persona inclui outras características como:

  • Um nome (pode ser fictício)
  • Uma breve biografia (idade, região em que mora, profissão)
  • Estilo de vida
  • Hábitos
  • Ambições
  • Dúvidas
  • Desafios

Por exemplo:

Compreender seu público alvo é essencial, mas criar e conhecer a sua persona possibilitará uma maior confiança nas estratégias de comunicação da sua marca. Assim, você poderá direcionar sua campanha de acordo com a linguagem que será mais eficaz, saberá em qual rede social deverá focar, quais assuntos tem maior chance de sucesso, palavras-chave, formato ideal para os conteúdos, etc.

A criação da persona é útil para todas as etapas de uma estratégia, desde a idealização da campanha até o desenvolvimento do produto.

E como definir a persona ideal para sua marca?

Primeiro é necessário entender que apesar de fictícia, a persona deve ter uma base sólida através de dados e pesquisas do mercado. Para isso, você pode procurar seus clientes, ou consultar pesquisas disponibilizadas por órgãos confiáveis.

Responda perguntas como:

  • Quem é o meu cliente? Como ele é, e como ele pensa?
  • Que tipo de conteúdo ele consome sobre o meu setor?
  • O que ele faz? Qual sua profissão, quais hobbies, o que ele gosta de ler, estudar?
  • O que ele gostaria de saber sobre meus serviços?
  • Qual sua formação? Suas ambições e frustrações?
  • O que ele procura quando interage nas redes sociais?
  • Como eu posso ajudá-lo através do meu trabalho?

Realizando essa pesquisa, você pode traçar uma estratégia eficiente, que gera resultados criando uma relação única com seus clientes,  gerando uma experiência positiva para seu público.

Então, para finalizar: Persona e Público alvo são essenciais para os processos de marketing de uma empresa. Enquanto o Público Alvo traz informações mais abrangentes sobre seu cliente, a persona afunila essas informações, fornecendo maiores detalhes sobre quem é impactado pela sua marca, auxiliando o direcionamento da campanha através da abordagem mais adequada para cada público.

E você? Já criou sua persona? Conta pra gente!

 

 

Ligamos para Você!


Seu número de telefone não será usado para fins de marketing