Em meio ao surto de Coronavírus, muitas empresas de entretenimento e educação têm se mobilizado para incentivar as pessoas a permanecerem em casa.
Recentemente, a Udemy, plataforma de cursos online, disponibilizou alguns cursos na área da programação e tecnologia, gratuitamente para os usuários. Os cursos podem ser acessados pelo computador, dispositivos móveis e na TV.

Confira alguns dos cursos gratuitos:

Python 3 na Web com Django

Ionic 3 para iniciantes

HTML5 para quem não sabe nada de HTML5

Desenvolvedor Android Iniciante

Curso de C++ – Intermediário

Python para Iniciantes

C e C++ – Fundamentos Para Lógica de Programação

Unreal Engine 4 Essentials – Uma Introdução Detalhada

Criando Páginas Web com o GitHub Pages

Git e contribuições para projetos Open Source

Construa seu site em WordPress de forma simples e rápida

WordPress para Iniciantes

Curso React.js Ninja: Módulo React + Webpack

Aprenda rápido Unity3D

Introdução à Linguagem HTML

C++: Orientação a Objetos – Introdução

Algoritmos e Lógica de programação

Introdução à linguagem JavaScript

Minicurso Qlikview do Zero – Introdução ao Qlik!

Curso de Algoritmos e Lógica de Programação

Introdução à linguagem Python

Introdução à programação de computadores

Terminal Linux

Introdução ao Sistema Operacional Linux

Introdução a banco de dados com MySQL & PHPMyAdmin

Data Science: Visualização de Dados com Python

JavaScript e jQuery para Iniciantes

Introdução à linguagem JavaScript

Introdução à linguagem CSS

Introdução ao PHP orientado a objetos

Curso de programação com Perl para Bioinformática

Introdução à linguagem Python

Boas práticas em PHP

BLAST: Ferramenta de Alinhamentos Locais de Sequências

Modelagem comparativa de proteínas

Web Design com Adobe XD, Bootstrap, GIMP, HTML e Photoshop

Introdução à Criação de Sites Dinâmicos com PHP

Introdução à Linguagem HTML

Além da Udemy, outras empresas como a Claro, Sky e vivo, também se manifestaram e abriram o sinal de canais de televisão temporariamente para assinantes.
Outra empresa que também adotou essa medida, foi a Adobe.
Muitas instituições tiveram suas atividades suspensas, e optaram por dar continuidade ao conteúdo via internet. Dessa forma, a Adobe liberou o acesso também temporário ao Creative Cloud.
A iniciativa irá até dia 31 de maio, e atende tanto alunos do ensino superior, quanto do ensino básico, que usam os aplicativos da Creative Cloud nos computadores de suas respectivas escolas.
A solicitação só poderá ser feita através de um administrador de TI.
A Adobe também ofertará avaliações gratuitas de seus aplicativos por videoconferência (Adobe Connect), para escolas, empresas e agências governamentais, até 1º de julho.