Entenda o que é a Síndrome de Tourette, que afeta a cantora Billie Eilish

Os sintomas incluem tiques motores e vocais, que podem ou não ser os mesmos da adolescência e idade adulta.

por Caio Luiz Silva Barbosa

A cantora Billie Elish, 20, falou em entrevista a David Letterman sobre sua série da Netflix sobre viver com a Síndrome de Tourette.
Uma condição associada à saúde emocional e à saúde mental é um transtorno do neurodesenvolvimento que se manifesta na infância ou adolescência. Os sintomas incluem movimento motor e pronúncia aleatória, que pode ser temporária ou progressiva na juventude e na idade adulta.
Os casos também podem estar ligados a outras condições, como Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC).
Embora não haja cura para a Síndrome de Tourette, os tratamentos disponíveis podem ajudar a reduzir os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Sintomas e diagnóstico

De acordo com a Tourette Association of America, não há testes para confirmar o diagnóstico de distúrbios do movimento aleatório, incluindo doenças. Em alguns casos, no entanto, um exame médico pode ser necessário para descartar outras condições médicas.
“Exames de imagem e funcionais, como ressonância e eletroencefalograma, precisam ser realizados para descartar outros problemas de saúde que possam mimetizar a condição, como epilepsia ou úlceras estruturais, como tumores cerebrais ou hidrocefalia, por exemplo”, diz um cirurgião e neurocirurgião. neurologista Fernando Gomes. , do Hospital das Clínicas de São Paulo.
No caso da Síndrome de Tourette, os pacientes devem apresentar pelo menos dois movimentos voluntários e pelo menos um tique vocal, não simultaneamente. Além disso, esses sintomas podem diminuir e diminuir, mas devem ocorrer por mais de 1 ano. Finalmente, os tiques devem começar a aparecer antes dos 18 anos. Movimentos espontâneos causados ​​por objetos ou outras condições médicas não incluem o diagnóstico de Tourette.
“O diagnóstico é na clínica, não há exame concomitante para diagnosticar a Síndrome de Tourette. Desde o início desses sintomas, foram diagnosticados tiques motores mais tiques vocais, há mais de um ano e iniciados antes dos 18 anos”, explica a neurologista Christiane Cobas, do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo.
As causas da Síndrome de Tourette ainda são desconhecidas. Os casos podem ocorrer em mais de uma pessoa em uma mesma família, indicando que fatores genéticos estão envolvidos no desenvolvimento. Embora fatores ambientais e de desenvolvimento possam contribuir para a síndrome, nenhum agente ou evento específico foi identificado pela comunidade médica como uma causa principal.
“Os sintomas podem se transformar em condições de coprolalia, ou seja, quando uma pessoa usa palavras ruins ou inadequadas, ou mesmo gestos obscenos. Tudo isso de forma indireta, que pode trazer ansiedade e constrangimento”, explica Gomes.

Tratamento

Os sintomas da síndrome de Tourette podem levar a deficiências mentais e sociais nos pacientes. Para reduzir o estigma associado à doença, os especialistas recomendam conscientizar o paciente e as pessoas que o conhecem.
Quando os tiques começam a interferir na rotina diária, como atividades escolares ou de trabalho, o tratamento pode ser indicado com psicoterapia e medicamentos.
O médico neurocirurgião Fernando Gomes explica que a escolha do método varia de acordo com o quadro clínico e o perfil de cada paciente.
“O tratamento é baseado em psicoterapia, psiquiatria e uso de medicamentos, como antipsicóticos. “As pessoas podem viver uma vida normal, por isso é importante que sejam identificadas precocemente e procurem atendimento de saúde especializado”, disse.

Você pode gostar

العربية简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsРусскийEspañol