Erros e acertos sobre a alimentação nas ceias de fim de ano

Saiba como aproveitar de forma saudável os festejos e evitar o desconforto no dia seguinte

por Gustavo Santos da Silva Resende

A véspera de Ano Novo é uma das épocas mais esperadas pelos amantes da gastronomia. Mesas repletas de diversos pratos, deliciosos e saborosos, formam uma típica festa de Natal e Ano Novo.
No entanto, para quem exagera no jantar, a conta vem no dia seguinte: dor de estômago, indigestão, ressaca e culpa.

Especialistas contatados pela CNN dizem que é possível comer um pouco disso tudo e aproveitar o melhor jantar – e o melhor: sem arrependimentos.
Comer demais e um estilo de vida inativo
Para o endocrinologista Filippo Pedrinola, um dos maiores erros cometidos pelas pessoas no Natal e Réveillon é o excesso de alimentação e exercícios.

“Só no dia de Natal, uma pessoa pode consumir 6.000 calorias, três vezes mais do que o recomendado para o dia. Em essência, as pessoas adoram um estilo de vida mais descontraído e participam de muitos eventos sociais durante o final do ano, o que reflete as condições de aumento dos preços dos alimentos”, disse Pedrinola.

No pré-reveillon, há um aumento na disponibilidade de uma variedade de alimentos (muitos deles com muita energia). Segundo especialistas, neste momento há um aumento no álcool e grandes porções de alimentos.

A prática de exercícios minimiza os efeitos negativos da overdose durante os dias festivos.

“Além do uso excessivo, é um momento em que as pessoas reduzem o exercício, reduzindo o uso diário de energia. Ou seja, comemos mais calorias e nos exercitamos menos, o que leva ao ganho de peso”, afirma.

Como minimizar os efeitos adversos
É possível fazer uma grande variedade de pratos para o jantar, desde que a comida seja consumida em pequenas porções.

“Não há nenhuma droga prescritiva que detenha o fluxo das emoções, embora seus efeitos possam ser reduzidos. O segredo está no valor e no controle de quanto você gasta. Ou seja, se eu como de tudo, como menos de tudo”, disse o especialista.

O endocrinologista recomenda o uso de placas menores como forma de controlar melhor o tamanho das peças. Outra tática que pode ser usada para uma alimentação saudável no final do ano é pensar – ou prestar atenção.

“Tente mastigar lenta e completamente, o que permitirá que você veja melhor os sinais de saciedade em seu corpo e consuma menos calorias”, enfatiza.

Comer alimentos ricos em enzimas naturais no jantar é uma forma de melhorar a digestão e reduzir o desconforto. O endocrinologista lista frutas que contêm naturalmente enzimas digestivas: +

O abacaxi contém um grupo de enzimas digestivas chamadas bromelina. Essas enzimas são enzimas proteases, que decompõem as proteínas em seus blocos de construção, incluindo aminoácidos. Isso ajuda a digestão e absorção de proteínas.
O mamão é outra fruta rica em enzimas digestivas. Como o abacaxi, o mamão contém proteases que ajudam a digerir as proteínas. No entanto, eles contêm um grupo diferente de proteases conhecidas como papaína.
A manga contém enzimas digestivas – um grupo de enzimas que decompõem os carboidratos do amido (carboidratos complexos) em açúcares. As enzimas amilase também são produzidas pelo pâncreas e glândulas salivares.
Hidratação ajuda a evitar desconforto no corpo
Além de reduzir as porções do tamanho da refeição durante o jantar, a hidratação também ajuda a diminuir a sensação de desconforto após a alimentação.

“Para proteger nossos corpos, é importante ter bastante hidratação. Esteja ciente de sua própria água ou água de coco que você está usando. Há também um aumento no consumo de álcool, medida em que nosso corpo precisa de mais água”, afirma Dr. Eduardo Grecco, cirurgião e endoscopista do Instituto EndoVitta.

Segundo o especialista, além de aumentar o consumo de água, a digestão adequada também ajuda na digestão. “Mastigar bem, que envolve muito mascar chiclete, ajuda a digerir os alimentos. Também é importante comer devagar, devagar e evitar comer o tempo todo”, disse.
Mitos sobre comida de festa
Quando se trata do jantar de férias, não faltam receitas maravilhosas de como se recuperar de excessos. A nutricionista Viviane Gomes, do Instituto Castro, destacou alguns desses mitos:

“Beber suco cru após o jantar para evitar ganho de peso ou desintoxicação é um mito, porque nenhuma dieta faz tudo de uma vez. Comer romã e jantar para se manter saudável também é um mito”, disse.

Segundo uma nutricionista, o álcool também pode levar à obesidade. “Cada grama de álcool contém 7Kcal, por isso é importante beber com moderação. Tomar uma colher de sopa de azeite antes de beber álcool para evitar ficar bêbado e adormecer é um mito ”, disse ele.

Medidas rigorosas, como jejum prolongado e aumento repentino da carga de trabalho, não contribuem para a recuperação de uma overdose de jantar, podem afetar negativamente o metabolismo e ser prejudiciais ao corpo.

“A melhor solução é tomar um café da manhã com baixo teor de gordura e baixo teor de gordura, um lanche leve e um lanche moderado. Além disso, faça exercícios regularmente”, diz Pedrinola.

o jantar pode ser saudável
A dieta de férias geralmente é rica em carboidratos, mas pobre em proteínas, de acordo com o endocrinologista Filippo Pedrinola. “É importante incluir uma pequena quantidade de proteína em todos os alimentos, pois promove a saturação e pode ser útil na manutenção do peso”, diz a especialista.

A fibra é outro ingrediente que aumenta a sensação de saciedade. Consumir alimentos ricos em fibras, como vegetais, frutas, grãos e grãos pode reduzir o número total de calorias.

Para o cirurgião gastrocirurgião Eduardo Grecco, a ceia de Natal nada saudável é um grande mito. “Tem fruta, tem peru, frango, para poder transformar em comida saudável, a questão é que as pessoas estão a exagerar. Então é um mito que a ceia de Natal seja uma questão de saúde”, disse.

A nutricionista de saúde Viviane Gomes, do Instituto Castro, ressalta que os cuidados com a alimentação reduzem o risco de intoxicação alimentar. “O erro mais comum é armazenar sobras de comida, que muitas vezes ficam expostas à temperatura ambiente sem refrigeração adequada, o que causa intoxicação alimentar”, disse.

Para um encontro inocente, um nutricionista recomenda incluir itens como saladas e frutas.

“O segredo está em medir e combinar frutas frescas, bebidas, açúcar com cautela e uma pequena quantidade de bebidas gratuitas e alcoólicas para o jantar e incluir saladas verdes e mistas.”

Você pode gostar

العربية简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsРусскийEspañol