Liberação da consulta do segundo lote de restituição do imposto de renda

Cerca de 4,25 milhões de contribuintes receberão R$ 6,3 bilhões

por Gustavo Santos da Silva Resende

A partir das 10h desta quinta-feira (23), o contribuinte que apresentou o Auto de Infração vai pagar as contas com o Leão. Desta vez, a Receita Federal lançará um questionamento sobre a segunda das cinco restituições de 2022. A granel também inclui restituições residuais de anos anteriores.

No total, 4.250.448 contribuintes receberão R$ 6,3 bilhões. Desse valor, R$ 2.697.759.582,31 serão pagos aos contribuintes estatutários, sendo 87.401 adultos maiores de 80 anos; 675 495 entre 60 e 79 anos; 48.913 contribuintes com deficiência física, mental ou doença grave e 661.831 contribuintes que são a sua principal fonte de rendimento para a educação.
A área restante será destinada a 2.776.808 contribuintes em aberto que apresentaram declarações de anos anteriores até 19 de março deste ano.

O pagamento será feito no dia 30 de junho. As consultas podem ser feitas no site da Receita Federal. O contribuinte simplesmente clica no campo “Meu Imposto de Renda” e no campo “Consultar Restituição”. As consultas podem ser feitas pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, que está disponível em smartphones nos sistemas Android e iOS.
A consulta no site permite a confirmação de pendências que impeçam o pagamento de uma restituição – como a inclusão na malha final. Caso seja encontrado um ou mais conflitos na declaração, basta enviar um aviso corretivo e aguardar o próximo lote.

Calendário
Originalmente previsto para o final de 29 de abril, o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física foi adiado para 31 de maio para diminuir os efeitos da epidemia de covid-19 que poderiam prejudicar a entrega, como atrasos na obtenção de provas. Apesar do adiamento, o cronograma original de amortização foi mantido, com o pagamento de cinco lotes entre maio e setembro, cada um no último dia útil de cada mês.

O reembolso será creditado na conta bancária indicada na Declaração de Imposto de Renda. Se, por algum motivo, o crédito não for efetuado, como no caso de conta inativa, os valores ficarão disponíveis para utilização por até um ano no Banco do Brasil.

Nesse caso, o cidadão também pode reagendar imediatamente o faturamento pelo Portal BB, ou ligando para a Central de Relacionamento BB pelos telefones 4004-0001 (maiúsculas), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800. -729-0088 (telefone especial para surdos).

Você pode gostar

العربية简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsРусскийEspañol