Os 10 cursos mais empregáveis no brasil - Agência Intelart de Publicidade e Marketing Digital Brasília DF |

Os 10 cursos mais empregáveis no brasil

por Rita de Cássia Brilhantez

Como se escolher o diploma perfeito já não fosse um desafio suficiente, o mercado de trabalho ultracompetitivo do Reino Unido significa que os alunos também precisam considerar seriamente se a qualificação escolhida tem demanda suficiente para gerar oportunidades de trabalho reais. A pesquisa examinou os dez diplomas mais empregáveis ​​e os setores em que se enquadram.

Em 2017, 14 milhões de graduados ingressaram no mercado de trabalho. Esses são os diplomas com maior probabilidade de conseguir um emprego em 2018.

Curso de graduação Taxa de empregabilidade
Medicina e Odontologia 99% de todos os estudantes de medicina e odontologia conseguem um emprego seis meses depois de deixar a universidade.
Ciência Veterinária Este diploma se destaca no mercado de trabalho, com 98% dos formandos encontrando trabalho seis meses depois da formatura.
Assuntos Aliados à Medicina Esses cursos não são apenas alguns dos mais populares, mas também apresentam uma taxa de empregabilidade de 95% nos seis meses seguintes à graduação.
Arquitetura, construção e planejamento Quando se trata de perspectivas de pós-graduação, 90% dos alunos encontram emprego seis meses após a formatura.
Educação 90% de todos os licenciados conseguem um emprego seis meses após a formatura, pois sempre há necessidade de novos professores!
Engenharia Outro diploma muito procurado, os graduados podem esperar taxas de emprego de 85% dentro de seis meses após a formatura.
Ciência da Computação Um diploma em ciência da computação significa um mercado de trabalho amplo e diversificado, incluindo programação, realidade virtual e até IA. A grande demanda por essas funções resulta em uma taxa de sucesso de 80% dentro de seis meses de graduação.
Ciências Matemáticas Os graduados em matemática são altamente empregáveis, especialmente nos setores de TI ou finanças. Os graduados com este grau podem desfrutar de uma taxa de empregabilidade de 79%.
Estudos de Negócios e Administrativos 75% dos graduados com este versátil grau estão em empregos de tempo integral dentro de seis meses após a formatura.
Direito Os alunos formados em direito são rapidamente abocanhados, apresentando uma taxa de emprego de 74% em seis meses após a formatura.

Graus mais e menos populares

De acordo com a pesquisa, as estudantes do sexo feminino têm maior probabilidade de selecionar disciplinas relacionadas à medicina, enquanto os estudantes do sexo masculino preferem cursos de administração de empresas. Os cursos de graduação mais populares entre as estudantes do sexo feminino no Reino Unido em 2016/17 foram aqueles aliados à medicina, enquanto as disciplinas mais populares para os estudantes do sexo masculino foram negócios e estudos administrativos. Por outro lado, o grau menos popular para alunos do sexo masculino e feminino foi ciência veterinária.

Graus mais valiosos

Embora ter um diploma dê um impulso para o sucesso na carreira, estes são os empregos que provavelmente vão render mais dinheiro após a formatura:

Graduados do sexo masculino:

Graduadas do sexo feminino:

Há uma abundância de programas de graduação oferecidos em uma ampla gama de planos de carreira, garantindo aos alunos muitas opções quando se trata de escolher um empregador.

Os programas de pós-graduação combinam trabalho e treinamento e são oferecidos principalmente por grandes empregadores. Muitas das empresas mais prolíficas oferecem programas de pós-graduação, incluindo:

Marketing, Media, Mobile and Hospitality – BBC, Virgin Media, Sky

Finanças – Barclays, HSBC e Lloyds Banking Group

Varejo – Boots, Next, Marks & Spencer, John Lewis

TI e telecomunicações – Google, Microsoft, BT e EE

Como a mídia social pode ajudar

Mais empresas estão usando a mídia social para selecionar funcionários em potencial, bem como para se conectar com eles.

De acordo com estudos, 70% dos empregadores usam as mídias sociais para selecionar candidatos a empregos antes de contratá-los. É um aumento de 60% em 2016 e 11% em 2006. É uma boa ideia que os alunos considerem sua ‘marca pessoal’ e como ela pode influenciar sua carreira e perspectivas de emprego.

Além disso, 50% dos candidatos usam as mídias sociais para pesquisar empresas, enquanto outros 48% dos candidatos realmente usaram as mídias sociais para pesquisar o emprego mais recente.

É aconselhável que os novos candidatos naveguem nas redes sociais, pois muitos empregadores usam o Facebook, Twitter e LinkedIn para compartilhar conselhos úteis e informais com os candidatos sobre todas as fases do processo de seleção.

Você pode gostar

Deixe um comentário