SpaceX no Brasil

por Gustavo Santos da Silva Resende

Ambos os aparelhos são equipados com radar e devem ser usados ​​para sensoriamento remoto do território brasileiro, por exemplo, para combater crimes ambientais. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira (23) pelo comandante da Aeronáutica, tenente-general Carlos de Almeida Baptista Júnior. O lançamento não tem nada a ver com a vinda de Elon Musk ao Brasil na semana passada. Aliás, o contrato para uso do foguete SpaceX nem sequer está assinado com o governo brasileiro, mas com a empresa finlandesa IceEye, que em 2019 foi contratada para construir satélites para uso no Brasil. O comandante da Aeronáutica não deu uma data para o lançamento, mas disse que deve ocorrer em Cabo Canaveral, nos Estados Unidos. A SpaceX planeja lançar um foguete Falcon 9 na tarde de quarta-feira (25). O tenente-general Baptista Júnior informou ainda que os dois satélites devem passar por um período de ajustes e entrar em vigor em novembro. O controle será feito pelo Centro de Operações Espaciais (Cope) em Brasília (DF). Os satélites, batizados com o nome do projeto, Lessonia, devem expandir as capacidades de monitoramento do Brasil. Isso porque a resolução alcançada na imagem do radar deve ser de cerca de 2 metros, utilizando a tecnologia de abertura sintética, abreviada como SAR. Hoje, o país usa imagens com resolução de 40 metros. “Este é um grande passo à frente e terá um impacto positivo”, disse o comandante da Força Aérea.

Você pode gostar

العربية简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsРусскийEspañol